Segunda, 13 Julho 2020 19:07

Testemunho - Pétalas de Rosas Abençoadas

Avalie este item
(18 votos)

Recebimento miraculoso das pétalas de rosa

No final de agosto do ano passado (2019), fui diagnosticada com um câncer muito agressivo e logo no começo de setembro operei. Após 30 dias iniciei a quimioterapia.

Em outubro eu estava de cama passando muito mal. A televisão estava ligada na Canção Nova quando ouvi uma freira dizer que, na colina da Imaculada Conceição, estavam nascendo rosas e que quem as adquirisse seria curado. Eu mudei de posição para ver melhor e pensei: “Queria tanto uma rosa dessas!”, e voltei para a posição que eu estava. Havia uma colina – um morro – e, um pouco abaixo, uma capelinha. A freira estava de lado, toda de branco (da cabeça aos pés) e sua veste era comprida. Isso ocorreu na quinta-feira.

Na segunda-feira, precisamente dia 28/10/2019, acordei um pouco melhor e rezei o terço em agradecimento por essa graça. Quando acabei de rezar, deitei-me para descansar. Por volta das 9 horas, minha cunhada entrou no meu quarto com uma carta endereçada a mim, e para minha surpresa eram as pétalas de rosa que eu havia desejado no coração quando assistia a Canção Nova. Cheguei a chorar! Pois tinha até me esquecido desse fato.

Quando meu esposo chegou para almoçar eu lhe disse: “Eu fui curada hoje! Eu sei que estou curada!”. E contei-lhe a história da freira que eu vi na Canção Nova. Porém, não conseguia entender como era possível que o envelope tivesse chegado até mim; não sabia dizer como ela me descobriu, conseguiu meu endereço e até o meu nome para enviar as pétalas.

 Em janeiro desse ano, entrei em contado com a Canção Nova para saber do documentário do dia 24/10/2019 e eles não encontraram nada. Disseram para procurar na internet, pois todas as reportagens eram disponibilizadas lá. Procurei, procurei e também não encontrei nada. Depois que recebi as rosas, só fui melhorando. Mesmo assim, terminei a quimioterapia e a radioterapia. Então fiquei curiosa e entrei em contato com o remetente que estava no envelope – sr. Cláudio – e descobri que se tratava do Vale da Imaculada Conceição, em Piedade dos Gerais – MG.

O mais misterioso é que, até então, eu nunca tinha ouvido falar do Vale e nem as pessoas que conheço. Perguntei para todos os meus parentes e amigos e ninguém nunca havia ouvido falar do Vale – acho até que ninguém da minha cidade. Outro fato interessante é que eu não havia comentado com ninguém sobre a reportagem, até mesmo porque, como passava muito mal, ficava mais de repouso. E ainda no envelope da carta estava o meu nome completo. Quase ninguém sabe o meu segundo nome, por ser muito ruim de ser pronunciado.

Meu nome é Rosa Tsuyako Sakamoto Tanaka, sou de Umuarama – Paraná

Plastifiquei e encadernei o envelope e todas as orações que vieram junto para documentar esse testemunho. Uma das pétalas, desde então, carrego no peito.

 

Peça a sua gratuitamente. Clique aqui

 

Última modificação em Segunda, 13 Julho 2020 19:18
DMC Firewall is a Joomla Security extension!