×

Aviso

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 67
Imprimir esta página
Quarta, 17 Fevereiro 2010 16:37

Mensagem de 20 de Abril de 2005

Avalie este item
(0 votos)

 

Queridos e amados filhos!

       Hoje é uma noite muito especial para os nossos corações, porque nós estamos aqui na presença de Jesus, pedindo a Ele uma graça muito especial para a humanidade e, principalmente, uma graça muito especial para todas as famílias, que é a paz, a sabedoria, o discernimento e a abertura do coração de todas as pessoas ao caminho da santidade, ao caminho do amor, ao caminho do perdão, porque ninguém de vocês vive jamais sem essa riqueza imensamente grandiosa e profunda que é o Pai, o Filho e o Divino Espírito Santo!

         Hoje nós devemos fazer uma reflexão muito bonita, nós estamos com muita alegria no nosso coração. Durante estes dias vocês suplicaram a Jesus Misericordioso pedindo a Ele pela Santa Igreja, e pediram a Ele uma graça muito especial: que nos conduzisse um pastor bom e fiel, manso e humilde. E nós vemos que mais uma vez o Divino Espírito Santo agiu ricamente, de uma forma muito grande. Como disse Jesus, ninguém jamais deve deixar de ver as bênçãos que são conduzidas sobre a Santa Igreja. É algo muito importante, meus filhos, nós sabermos que o que é conduzido pelo Espírito Santo é sempre bom, é sempre justo, é sempre fiel.

         E eu tenho uma alegria muito grande no meu Coração, em saber que vocês e o mundo inteiro, no Brasil e no mundo inteiro, durante estes dias dobraram os joelhos, fizeram a Deus uma prece, viram a responsabilidade da Igreja, o compromisso com Jesus, e nós realmente concluímos, de uma forma muito grande, que mais uma vez o Divino Espírito Santo agiu, o Divino Espírito Santo agiu de verdade, conduzindo realmente um sábio, justo e fiel servo para conduzir o rebanho que Jesus Cristo ama, que somos todos nós.

          Realmente nós temos muito que agradecer a Deus por isso. Estes dias são dias de riqueza para a Santa Igreja. Durante o momento em que Deus colheu para o Jardim do Céu o Santo Padre, a humanidade sentiu-se um pouco sozinha, sentiu-se como se estivesse órfã, porque a presença do Santo Padre na vida de vocês é suprema, é muito importante. Ao contrário do que muita gente às vezes pensa, imagina e diz, nós devemos saber que a nossa Igreja é uma Igreja rica e a presença de um pastor na Santa Igreja mostra para nós uma riqueza muito profunda.

          Eu, como Mãe, digo que me sinto muito feliz em saber que mais uma vez - mesmo mediante a humanidade estar passando por um sofrimento muito grande, onde as pessoas estão cada dia mais vivenciando um sofrimento maior, um sofrimento muito triste - pela oração e pela presença rica do Divino Espírito Santo na vida de toda a humanidade, a Igreja, neste momento, sente que aquele vazio deixado foi preenchido, porque hoje nós temos um pastor a conduzir o rebanho, e um pastor muito bom, meus filhos!

          Vocês podem ter certeza que tudo o que vocês recorreram a Jesus, Jesus correspondeu. Um homem justo, um homem fiel, um homem que corresponde à vontade de Deus, que sabe realmente o valor das coisas sagradas e santas, muito responsável no sentido da evangelização, e que se preocupa muito com a alma e o coração das pessoas, que é o que mais importa. Para quem realmente conduz o rebanho de Jesus tem que ser alguém que se preocupe com a alma e o coração. É claro que quem se preocupa com a alma e o coração consegue retribuir o resto em acréscimo. Vocês já pararam para pensar se a humanidade passar a se preocupar somente com a carne? O que vai ser da humanidade? Uma humanidade fria, uma humanidade perdida, uma humanidade entristecida, porque a carne não é a vida, é simplesmente uma forma.

      Nós vemos que o Divino Espírito Santo agiu de uma forma muito grande, e Jesus Misericordioso providenciou mais uma vez muita misericórdia, muita misericórdia mesmo, meus filhos! Durante estes dias, para quem realmente sabe o valor da Igreja, para quem realmente sabe o que é a Igreja que não se baseia apenas no alicerce do mundo, mas uma Igreja alicerçada em Jesus. E quem é Jesus? Rocha Viva, Santidade Viva! E nós podemos ter certeza de que foi uma grande vitória do Céu! Por isso eu disse para vocês: “Filhos, vocês vão receber durante este ano acontecimentos muito verdadeiros.” Jesus, durante este ano, mostrou para nós o ano da Santa Eucaristia, nos ensinou a ser almas devotas a Jesus, verdadeiramente à misericórdia de Deus, a adorar mais a Jesus no Santíssimo Sacramento, e nos chamou muito para a adoração. Durante o início deste ano vocês praticamente passaram por dois acontecimentos que, na vida e na caminhada da Igreja são marcantes, porque Deus chamou para junto dele alguém que foi instrumento para semear o Triunfo do meu Imaculado Coração, alguém que já me viu com os olhos e que semeou na sua nação o acontecimento que hoje esta nação continua divulgando: a fé, o santuário vivo da fé, um grande santuário, onde nós vemos a providência de Deus ali jorrar como bênçãos e graças na vida de todos os peregrinos.

       Diante deste acontecimento, Jesus também colhe para a Casa do Pai, o Santo Padre, um peregrino fiel, que abraçou os acontecimentos do Céu, uma alma mensageira do amor, mensageira da luz, uma alma que é verdadeiramente de Jesus Cristo, que espelhou, que amou, que abraçou a presença de Jesus, que transformou os corações, até mesmo os corações endurecidos, os corações soberbos, os corações orgulhosos. O Santo Padre - que Deus colheu - foi um mensageiro, verdadeiro mensageiro, verdadeiro pastor. E com isso a humanidade sentiu aquela dificuldade, aí veio aquele sofrimento, veio aquela incerteza, aquela desconfiança, anos de acontecimentos, transformações, revelações, mas, mais uma vez Deus mostra à humanidade que os acontecimentos da Palavra de Deus muitas vezes estão além da capacidade de qualquer pessoa que interpreta apenas pela sua capacidade humana.

        Mais uma vez Deus orientou os corações humildes daqueles filhos que foram ungidos, porque no momento daquela busca por um pastor, eles foram guiados, não pelas mãos próprias, mas pelas mãos de Deus, e escolheu o próprio Deus um homem sábio, humilde, sereno e santo. A partir do momento em que ele recebeu esta graça, nós podemos dizer que a nossa Igreja tem um Santo Padre. E isso é maravilhoso, meus filhos!

Como é maravilhoso para o Brasil, um país que realmente ama, que cresce no amor às coisas de Deus, que abraça as bênçãos de Deus, e vê que realmente Deus trouxe um Santo Padre iluminado. Ele vai ser um instrumento muito forte, porque é preciso um homem forte para conduzir o rebanho hoje, pois o tempo de sofrimento está aí, a purificação está aí, as transformações estão aí.

       O Santo Padre, que conduziu vocês, deixou isto bem claro: oração do Santo Rosário, amor pela Santa Eucaristia, temência a Deus. E hoje nós vemos que o próprio Santo Padre foi o evangelizador desta alma que hoje é santa, porque Deus concedeu a ela um grande mérito. Conduzir a Santa Igreja, filhos, é conduzir um povo santo de Deus, e um povo de Deus também pecador. Então tem que ter muita sabedoria!

          Eu gostaria que vocês se sentissem muito felizes! Eu posso dizer para vocês que no Céu a felicidade é imensa, porque a vitória de Deus é grande. Não pensem vocês que o demônio vai ter tanto poder, filhos, porque maior poder tem Deus! E nós vemos o poder de Deus diante desta vitória. Pode ter certeza que este santo que Deus escolheu para conduzir todos os santos – porque eu vejo aqui santos, filhos, pecadores, humanos, mas santos, filhos de Deus – vai ser um instrumento muito forte, muito forte. E ele precisa ser forte, precisa ter aquela grande sabedoria, porque ele aprendeu, junto com a alma que foi semeadora da justiça e da paz, que abraçou a vontade de Deus.

         Então vocês podem se sentir felizes, podem sorrir com o coração, porque a Igreja está sobre a proteção de Deus! Podem sentir uma alegria muito grande! Pode haver muitos sofrimentos em relação à caminhada do mundo, mas a Igreja vai ter esta proteção. Jesus disse: “A Santa Igreja será protegida!” E a Santa Igreja é protegida, filhos! Tanto é que as pessoas estão surpreendidas, porque muitas pessoas acham que o pastor tem que ser do jeito que eles pensam, e Deus manda o pastor por Ele, pelas mãos d’Ele. E mandou um homem que vai conduzir verdadeiramente a caminhada que o Santo Padre deixou para que fosse conduzida.

          Nós realmente devemos nos sentir muito felizes! Um filho de Deus abençoado, que valoriza os méritos da sua caminhada, por isso escolheu, como grande mérito, ser o Santo Padre, o Papa Bento XVI. É muito abençoado! O que ele buscou, ele buscou pelo coração. Que lindo! Eu me senti surpreendida com tanta graça do Céu, filhos! Porque eu sou a Mãe de Deus, estou junto de Deus, junto do Céu, caminhando com vocês, e eu vi que o maior mérito foi a escolha que ele fez, porque Ele escolheu justamente um mérito que saiu do coração dele. Tudo pelo coração! É um filho de Deus que, desde o primeiro momento em que foi escolhido por Deus, escolheu toda a graça de Deus, sentiu-se como um servo verdadeiramente iluminado, e o mundo o acolheu com grande sabedoria. Por quê o mundo o acolheu com grande sabedoria? Porque João Paulo foi um instrumento de santidade em vida, filhos! E a humanidade, de uma certa forma, tinha aquele receio, aquela dificuldade: o que virá? E veio um homem que foi justamente conduzido em vida por um santo, pois ele foi um instrumento lado a lado com João Paulo, o Santo Padre. Então são maravilhosos os desígnios de Deus!

         Eu digo para vocês que o Coração de Jesus está muito feliz, muito feliz mesmo, porque Deus é maravilhoso! É como eu disse para vocês: “Às vezes as coisas de Deus são diferentes do tempo de vocês, porque vocês querem muito rápido, muito rápido. Às vezes vocês querem as coisas muito depressa, e o tempo de Deus é diferente, porque pode até demorar, mas vem certo, vem para salvar”.

           Olhem a perfeição da graça de Deus! Ele nos deu uma graça tão linda! O mundo agora não sente mais aquele vazio, que vai ser preenchido. Vocês hoje têm um pastor grandiosamente maravilhoso de coração e alma, e que vai ser lapidado, porque o Divino Espírito Santo agora é o guia e o condutor deste filho. Que sejam então abençoadas estas mãos, que sejam abençoadas as palavras, que seja abençoado o seu coração, que seja abençoado este missionário, que seja abençoada a sua missão, porque ele vai sofrer, porque o sofrimento está aí, as dificuldades vão estar aí. Ele vai ter que ter uma sabedoria imensa, mas ele vai ter, porque foi Deus que colocou ele ali, e ele vai ter toda essa sabedoria.

        Vamos orar hoje, agradecendo a Deus, agradecendo à Santíssima Trindade, vamos nos sentir felizes, porque o mundo, filhos, tem uma porta que leva ao Céu, e esta porta é a Santa Igreja. Mesmo que nós encontremos mil dificuldades na parte humana, não podemos deixar de ver o quanto é linda a parte santa e divina da Igreja.

        Hoje nós vamos agradecer a Jesus por todo este mérito, vamos agradecer a Ele por todas estas graças conduzidas, e vamos agradecer a Ele por nos dar condições de deixar que o Divino Espírito Santo nos ilumine. Hoje nós precisamos ainda mais ser iluminados pelo Divino Espírito Santo!

Com alegria eu vou dar-lhes a minha bênção!

Neste momento Nossa Senhora abençoa a todos os presentes enquanto cantam: dai-nos a bênção ...

Queridos e amados filhos!

       Eu lhes abençoei com grande alegria! Fiquei muito feliz com este momento de oração.

       Hoje nós tivemos aqui uma mensagem em que Jesus nos mostra a riqueza que é a presença do Céu na nossa vida, a Santa Igreja, dando para nós uma força muito grande! Somos vitoriosos, enxergamos uma grande vitória de Deus, vemos que realmente as mãos de Deus estão presentes na vida da Santa Igreja, caminhando e ensinando o povo a caminhar sabiamente. É muito bom sabermos que Deus faz tudo tão perfeito, meus filhos! Pena que a humanidade não consegue retribuir com perfeição a perfeição que Deus faz para vocês, porque ele lhes dá tudo tão belo, tão belo, filhos! Eu sinto que a humanidade precisa dobrar os joelhos e agradecer a Deus pelas belezas! É tudo tão diferente da forma das pessoas pensarem, imaginarem, cada um querendo algo, cada um querendo uma coisa, cada um buscando algo e Deus sempre surpreendendo com seu mistério. Como é lindo o mistério de Deus, filhos!

        Nós nos sentimos felizes, a Igreja está aí viva, hoje ela está feliz, em festa, todo cristão com o coração maravilhoso, e uma nação se sente privilegiada. Que bom! Uma nação se sente privilegiada porque Deus faz com que todas as nações, neste momento, O glorifiquem, porque Ele deu a graça de conduzir um Santo Padre para conduzir o seu rebanho de uma nação que precisa muito, então esta nação se sente muito privilegiada, porque é uma nação que precisa muito! É um sinal de Deus para esta nação, filhos! Vamos rezar também pela nação do Santo Padre, para que Deus a ilumine, para que eles saibam ter como um sinal de conversão para esta nação, que precisa tanto, porque pensem a maravilha que vai ser desta nação se transformar! Pode ajudar o mundo e todas as nações sofredoras a encontrar um passo a essa transformação.

        Então é lindo o poder de Deus, a perfeição de Deus! E algo que surpreendeu as pessoas é porque muitas vezes, filhos, o homem acha que para as bênçãos de Deus caírem sobre a humanidade, depende da idade, do estado, da capacidade, e mais uma vez Deus demonstrou que depende é do coração. É o coração que faz, filhos! Foi uma surpresa também para a humanidade, uma surpresa muito grande, porque está na hora das pessoas começarem a ver Deus no coração. Todos os Santos Padres, papas, eles tiveram esta graça. O mérito que eles receberam foi por Deus, então surpreendeu também a humanidade, porque muitos acham que a Santa Igreja é apenas governada por mãos, e aí ficou bem claro que ela é verdadeiramente iluminada por Deus no Céu, filhos, diferente de todas as outras formas das pessoas imaginarem, em formas de governo, em forma de luta, ela demonstrou que é o Divino Espírito Santo que age, por isso é que todas as pessoas ficaram surpresas com o tamanho mérito das bênçãos de Deus e da proteção de Deus na vida da Santa  Igreja.

       Nós devemos nos sentir muito felizes, porque nós somos a Igreja de Deus! E é na presença de Deus Pai, de Deus Filho e de Deus Divino Espírito Santo que todos vamos permanecer!

        Você são as minhas flores, por isso eu lhes dou o meu Coração.

        Agora eu vou, o Senhor me chama e eis aqui a Serva do Senhor!

Última modificação em Segunda, 21 Outubro 2013 10:14
Our website is protected by DMC Firewall!