gototopgototop

Mensagem de 12 de Outubro de 2013

 

Festa de Nossa Senhora Aparecida

Queridos filhos!

Desejo a vocês a Paz de Deus, o amor de Jesus e a imensidão do Espírito Santo. Com o meu Manto de Padroeira do Brasil, venho cobrir e defender todos os filhos da terra.

Este é o pedido, que faço ao meu Filho amado, Jesus – Ele que sempre olhou em meus olhos com tanto carinho, e atendeu aos meus apelos – peço a Ele que venha proteger toda a humanidade contra os ataques, as maldades e as ciladas do demônio. Peço a Jesus que venha trazer a brisa mansa às famílias – que é a paz, que é a certeza de que Deus vive e está cheio de amor por nós.

A confiança em Jesus e a serenidade, que nos faz evangelizar. Neste momento, estamos experimentando um tempo de fé, de graças. Estamos vivendo o mês do Santo Rosário, das comemorações a Padroeira do Brasil, e também as comemorações da Mãe de Piedade.

Por isso, peço aos meus filhos que orem o Santo Rosário. O mundo precisa tanto desta fortaleza que é a força da oração! O alimento para o corpo é o pão, o alimento para alma é a oração. É Jesus na Eucaristia, o alimento maior, o alimento sublime, o maior de todos os alimentos. O alimento da Palavra é o alimento que os filhos vêm sedentos buscar: os peregrinos, os romeiros de fé; filhos que fazem tudo para serem felizes. Neste dia tão especial para o Brasil, eu também fico muito feliz, filhos! Fico feliz pelo Brasil, pela fé que eu vejo no coração do povo brasileiro.

Jesus tem muito para dar a humanidade, por meio do seu grande amor Misericordioso. Por isso, Eu me alegro por saber que o Brasil é uma nação forte na fé. Fico feliz de saber que existem, hoje, corações de homens, mulheres, jovens, que estão lutando pela paz, pelo Triunfo do meu Imaculado Coração.

Hoje, vejo a “casa da Mãe”, um dos maiores Santuário do mundo, revestido pelas flores mais lindas, que eu amo tanto, que são os meus filhos. Vejo aqui, deste Santuário da Mãe de Piedade, todos os cantinhos desta terra, todo o mundo, principalmente o Brasil. Vejo as portas das Igrejas abertas, festejando, homenageando esta Mãe que ama, que acolhe, que luta, que vem pescar almas, como aqueles pescadores que lançaram as redes e me pescaram. Hoje, eu sou a Mãe que vem pescar almas. A mãe que foi pescada entre as redes de Jesus, é, hoje, a mãe que Evangeliza o Brasil, o mundo, que vem acender a chama da fé, da religiosidade, das vocações. Hoje, a mãe vem pedir autenticidade aos jovens, como também força, fé, coragem, devoção.

A Mãe vem proteger a vida das crianças inocentes, participando da luta pela vida! Vamos lutar pela vida! A grande consciência dessa Campanha da Fraternidade é a luta pela vida humana, a dignidade do ser humano, a felicidade do ser humano e, principalmente, dos menores, das crianças, que mesmo no ventre de suas mães já são condenadas a morrer cruelmente. Que Jesus ponha todo seu amor!

Que meu Manto Sagrado – que é uma fonte de graça – estenda sobre todos os corações necessitados da terra, sobre os doentes, sobre os necessitados de uma vida digna, também do pão, do alimento, do trabalho. Eu peço muito a Jesus por vocês. Eu peço pelas famílias que estão, hoje, no Coração da Mãe, pedindo e suplicando pela saúde dos enfermos.

Vamos fazer um pedido muito especial pelos doentes – por aqueles que vocês carregam em seus corações – um pedido por alguém que se encontra necessitando de cura ou de saúde para o corpo. Neste momento, no silêncio, coloquem-no no seu coração. Coloquem-no no meu Coração e no Coração de Jesus. Vamos pedir a Deus que também possam aceitar o seu caminho. Muitas vezes, o filho tem que olhar para Jesus e falar para Ele: “Senhor, somos os seus servos, faça-se em mim, segundo a sua vontade.”. É preciso aceitar a vontade de Deus também para a vida dos doentes. Deus sabe qual é o melhor caminho para o enfermo. Qual é a maior graça!

Os homens, hoje, também têm que se preparar mais para o grande mistério da morte. A morte significa ressurreição, libertação.

Hoje, filhos, durante todo esse dia, eu fiz uma linda reflexão com Jesus; no silêncio do meu Coração, eu refletia junto a meu filho Jesus sobre os homens, não só do Brasil, como de toda a humanidade. Sabemos que o nosso coração é como uma balança, tudo que é bom, nosso coração flui, mas tudo que é ruim, nosso coração se fecha, tranca-se, sofre, cai no desespero, procura caminhos errados, opostos ao caminho da Luz. Então, eu olhava para Jesus, e falava para o meu Filho: “Filho, que essa balança seja seus braços.”. E por que eu disse isso? Porque, quando Jesus estende seu braço esquerdo, Ele estende toda misericórdia e, nessa misericórdia, Ele acolhe o pecador, o sofredor, o carente, o necessitado, o enfermo, todos aqueles que estão perdidos na escuridão, que não encontra a Luz. Jesus acolhe em seus braços aquele que esta sem direção espiritual, com sede de Deus, sede da paz, sede da justiça. Os filhos precisam ir aos braços de Jesus, para lhe pedirem misericórdia, e muita misericórdia! Por isso, os braços de Jesus são como aquela balança: quando o pecado vai pesando, Jesus alivia a dor com sua misericórdia, dando-lhes a graça de abrirem seus olhos, seus corações, de se aproximarem dEle, lavarem seu corpo, como principalmente, sua alma. E, eu pedi que o braço direito de Jesus fosse a Redenção. Isso, porque a graça da paz vem, somente, do Cristo Redentor.

Anuncio muito forte no Brasil o “Cristo Redentor”, porque, a misericórdia é o acolhimento de Jesus, e a redenção é a libertação dada ao filho, por Jesus.

Nos braços de Jesus, somos acolhidos pela misericórdia. Ele derrama seu Sangue, que nos faz redimir, que nos purifica, que nos liberta. Nos braços da redenção, Jesus derrama a água, porque, depois que o filho se liberta, ele fica transparente como a água. Esta água jorra cristalina da fonte que é Jesus para que o mundo, para que o homem possa ser salvo da podridão, da miséria, da desigualdade, do desrespeito pela vida humana, da vontade de só possuir coisas materiais.

O mundo precisa da misericórdia e da redenção. O mundo precisa da purificação, que só Jesus Cristo, com seus braços estendidos sobre nós e com seu Coração, faz jorrar Sangue e a água, que é a única tábua de salvação da humanidade nos tempos de hoje.

Fico feliz em anunciar esta última tábua de salvação, de mostrar que nos braços de Jesus está a Misericórdia e a Redenção. A mão direita de Jesus nos traz a Redenção e a mão esquerda nos traz a Misericórdia, que abraça o mundo inteiro.

Pedir a Jesus que, hoje, como presente para o Brasil – como padroeira do Brasil e da América Latina, aquela que luta pelos filhos e pelo mundo inteiro –, que Ele, com seus braços grandiosos, mostre seu Coração e unido com Pai, ao Espírito Santo, e ao meu Coração, estejam unidos com o coração da humanidade. Pedir a Jesus que estenda seus braços, e erguidos, abracem o mundo, fazendo os homens terem um coração maior, a serem um único coração nesta pátria, que deseja, verdadeiramente, a paz.

Aqui, temos um povo que cansou de ver o sofrimento, cansou de ver a injustiça, de ver reinar o orgulho. Peçamos a Jesus que faça concretizar a fraternidade, a partilha, a justiça e a certeza de que Deus está acima de tudo isso. Deus está acima de todas as migalhas das trevas. Peçamos a Jesus que mostre o poder de Deus e a misericórdia de Deus.

Quando pedi a Jesus que Ele formasse esse coração com suas mãos e estendesse a misericórdia e a redenção, desejei que a humanidade tivesse mais consciência de que o Céu tem nos preparado para viver um grande presente. O Santo Padre tem sido um grande anunciador da conversão, com seu exemplo, com a sua fervorosa fé, confiança na Providência Divina e no Espírito Santo. O mundo tem recebido, neste “Ano da Fé”, um grande presente de Deus, um grande milagre de Deus, com a presença do Santo Padre. A humanidade precisa saborear, valorizar e vivenciar, a graça de Deus. Não percam essa graça!

Jesus nos diz que pela fé, o filho se salva. Então, orem! Se você tiver fé, será salvo dos castigos terríveis, decorrentes dos pecados trazidos a sua vida. A oração é o alimento da vida do homem, é a fortaleza da vida do homem. Quando Deus vê seus filhos orando, o Coração dEle resplandece de imensas graças, imensos tesouros espirituais sobre o mundo, sobre o Brasil, sobre as crianças, sobre os jovens. Então, vamos pedir a Deus, com bastante fé, graças para a humanidade.

Hoje, como Mãe e padroeira dos filhos de Deus no Brasil, vejo o que mais me encanta nesta Nação: os filhos de Deus. Por mais lindos que sejam os campos, os vales, os mares, o que é mais bonito aqui, são os corações dos filhos de Deus. São esses corações que Jesus pediu que eu viesse pescar, colocando-os nas mãos do grande pescador. Ele me conduziu aqui como a Mãe de pele negra, para rebanhar o mundo para igualdade, a fraternidade, a Justiça, a solidariedade e, por fim, para o Triunfo do meu Imaculado Coração. Esse é o grande tesouro que Jesus Cristo quer dar a todos. Assim, abram os seus corações e coloquem Jesus em suas vidas como a fonte inesgotável da sua sabedoria.

Neste momento, eu, Maria, estarei derramando sobre o Brasil e o mundo as minhas bênçãos de Mãe.

Neste momento Nossa Senhora abençoa a todos os presentes enquanto cantam: “Dai-nos a bênção...”

Queridos Filhos!

Eu abençoei, com muito carinho e amor todos os filhos. Quando Eu abençoava vocês filhos, eu agradecia a Santíssima Trindade – Pai, Filho e Espírito Santo – porque Deus fez em mim maravilhas, e continua a realizar maravilhas em mim.

Deus abençoou vocês, que estão com os corações voltados à Mãe de Piedade, à Mãe de Aparecida, e neste mês, também, à Mãe do Santo Rosário. Neste momento, refletia o quanto Deus é maravilhoso.

Eu, Maria – Mãe de Deus, mulher cheia da graça de Deus, do Espírito Santo de Deus, Esposa do Espírito Santo – tenho a felicidade de me fazer próximos a todos os meus filhos, trazendo comigo todas as raças e cores, todas as línguas, mas em um único e lindo hino de louvor a Deus.

Eu agradeço a Deus por essas maravilhas! Deus faz em mim maravilhas! Quero compartilhar com vocês essas maravilhas! Eu sou a Mãe, que, hoje, vem pescar os meus filhos para Deus, suas almas, seus corações, para que sejam santificados com a bênção do Pai, com a bênção do Filho, e com a bênção do Espírito Santo, por intermédio da Mãe de Aparecida, da Mãe de Piedade e da Mãe do Santo Rosário. Desejo que Deus lhes abençoe sempre.

Esta bênção de hoje, entrego também para meus filhos, que estão louvando a Deus pelo seu “sim” em buscar uma missão belíssima; meu filho Rodogério e milha filha Patrícia. Deus lhes abençoe pela linda aliança de amor com Jesus.

Parabenizo a todos os aniversariantes, aqueles que estão hoje aqui presentes e aqueles que não estão, mas que estão de coração, pedindo a Deus força e fé em suas vidas.

Eu quero que vocês ofertem estas crianças belíssimas a Deus também, porque a flores mais lindas que tem na Terra são as crianças, e, hoje, vocês comemoram o dia das crianças, então, peçam a Deus pelas crianças. Fico muito feliz em saber que, neste dia 12 de Outubro, dia da Padroeira do Brasil, é também o dia das crianças. Aí do mundo se não fossem as nossas crianças belíssimas. Então, vamos pegar estas lindas crianças, e vamos oferecer uma oração a Jesus por elas, como prova de grande amor das famílias, e de todos nós, ao Sagrado Coração de Jesus, que, hoje, derramou sobre o mundo sua misericórdia e redenção.

Digam sempre: “Louvado seja Deus!”; meus filhos! O Céu ama todos nós.

Agradeço de coração também aos filhos que vieram de tão longe, aos cavalheiros, com tanta devoção a Mãe de Aparecida. Fico tão feliz, porque sei que são esses filhos humildes que carregam no peito uma devoção tão forte, um amor tão grande e são capazes de vencer as barreiras das dificuldades, com alegria e sorriso, com perseverança e oração, por saberem que estão com a Mãe e com Jesus à sua frente; recebendo a certeza de que o Céu lhes ama imensamente. Agradeço por esses filhos de Deus, tão simples, humildes, perseverantes na fé. Obrigada pelo seu carinho! Obrigada pela peregrinação! Assim, abençôo vocês, assim também todos os corações dos peregrinos que aqui vieram, sejam todos abençoados, fortalecidos e protegidos pelos anjos do Céu.

O Senhor me chama, eu sou Maria, a Mãe de Deus, a Serva do Senhor, a Imaculada Conceição, eis que o Senhor me chama.

 

Última modificação em Quinta, 07 Novembro 2013 22:21
Mais nesta categoria: Mensagem de 15 de Outubro de 2013 »

radio

Canal de Comunicação Oficial das Aparições de Nossa Senhora de Piedade, no Santuário da Mãe de Piedade ( Vale da Imaculada Conceição) em Piedade dos Gerais - MG .  ©  2012 - 2017 Todos os direitos reservados.

Contato:
Romarias Equipe do Site Perguntas Frequentes Endereço do Vale Pedidos de Oração

Informações: (31) 3721-3966 (Fixo) / 9 8431-0338 (Claro) / 9 9908-3966 (Vivo) 
Mensagens de Nossa Senhora via WhatsApp :
31 9 9695-4716