Terça, 09 Junho 2020 21:11

Mensagem de 31 de Maio de 2020

Avalie este item
(5 votos)

Queridos filhos!

É com grande paz, grande amor e alegria que vos digo: hoje é um domingo grandioso! É o domingo de Pentecostes! É dia do Espírito Santo. O domingo da ciência, da fortaleza, da inteligência, da piedade, do conselho e do temor de Deus.

Este é o dia no qual cada coração deve se voltar ao Espírito de Deus. O mundo e o Brasil precisam verdadeiramente d'Ele, da fortaleza deste Santo Espírito.

O homem se vê diante de um momento de fragilidade em todos os sentidos: no corpo, na alma e no tempo.

O sofrimento que mais dói é o da alma: o pecado. Porém o que mais desequilibra o homem é o sofrimento que atinge diretamente a sua carne – a matéria. A primeira coisa que se sente é a ferida na carne. Além disso, há também a ferida do tempo! Tudo vem através do tempo presente, do momento presente, do que está acontecendo com a humanidade.

Por que este tempo de peste? Por que este tempo de provação?

O Céu já nos preparava para isso, já nos pedia oração, força, coragem e fé. Avisava-nos sobre as tempestades que surgiriam e, assim, pedia para dobrarmos os joelhos aos pés da Santa Cruz – que é Jesus Misericordioso, com os raios da misericórdia sobre o mundo.

Este é um tempo de provas. Não há como fugir dele ou apagar este ano – que é difícil para vocês e para o mundo.

Não é possível fugir. Porém vocês podem vencer este sofrimento!

Nós vamos alcançar a grande graça neste domingo de Pentecostes: os sete dons do Espírito Santo.

Já é hora do povo combater e vencer os pecados capitais!

Deus quer um homem novo, cheio do Espírito Santo. Um homem cheio de coragem, de fé, de forças. Alguém que, mesmo que pise sobre as pedras e os espinhos, não vai tropeçar. Ele vai seguir adiante, pois é iluminado pelo Espírito Santo – que é Deus.

O Espírito Santo vai trazer a ciência, filhos! A ciência que levará o homem à sabedoria, à inteligência para vencer este momento, este sofrimento que tem causado muita dor, desespero e desequilíbrio. Como nos diz Jesus, o homem não está preparado para passar pelas provas. Ele quer apenas o caminho certo, sem barreiras e sem espinhos.

Por isso, peço ao Espírito Santo que traga para vocês muita compreensão, muito entendimento, caridade, fraternidade. Que vocês sejam filhos tementes a Deus. Vivam o temor de Deus, pois a consequência deste sofrimento atual na Terra ainda não é o pior! Não é o maior que o homem pode viver nestes tempos.

Vocês têm que ser muito tementes a Deus. Tudo depende de vocês! Depende da sua transformação. Principalmente as famílias, já que é o ano dedicado à oração e à conversão das famílias. O que vocês têm buscado como essência fundamental para a sua vida de conversão? É um alerta muito forte que a família recebe neste ano! Um aviso para permanecer mais unida. Orar! Todos têm medo desta peste, medo daquilo que pode acontecer no Brasil, no mundo. É uma realidade que todos estão vivenciando.

O que a família, como santuário maior, tem buscado para sua transformação e conversão?

Deus está pedindo para nós este testemunho de vida. Este testemunho de fé. Quando uma tempestade vem, sempre traz consigo algo para a transformação, filhos! Ninguém fica numa tempestade. Todos querem se proteger dela. Então, como a família tem se protegido disso tudo?

Reflitam sobre isso, principalmente neste domingo de Pentecostes no qual vocês estão tendo a felicidade de ouvir uma mensagem vinda do Céu. O que a sua família, a Comunidade Fraterna tem procurado no Espírito Santo? A conversão, ser luz, a cura de todo esse mal que hoje perturba a humanidade, com palavras, ações, pensamentos...

É um tempo de cura! Todo sofrimento que vem para o mundo traz um alerta. Deus está pedindo a cura de nossas famílias, pois o homem tem maltratado o que é mais sagrado em sua vida, que é a sua família. Quantas crianças não têm o afeto, o carinho da família, de seus pais!

Se observarmos, não é só uma situação que está acontecendo agora. Mas ela é própria do tempo que vocês têm vivido!

O que Deus está falando para nós? Despertem para o grande sofrimento no Brasil. O problema não é só a peste. Este país precisa muito mais do Espírito de Deus para vencer os pecados. Pecados da ganância, pecados que hoje têm levado esta nação a sofrer com a divisão, com a desunião, com a discórdia... O Brasil deveria e poderia ser uma nação exemplo de amor.

 Pensem: o que Deus quer dizer a vocês, a esta nação, através da presença do Espírito Santo? Principalmente quando olhamos para Ele e vemos aquele dom da Piedade. Este é o momento em que Deus tem piedade da humanidade. É agora que vocês, nesta mensagem, devem pedir a Deus essa piedade.

Peçam porque vocês sentem, pela grande batalha que estão enfrentando, que Deus precisa ter piedade da humanidade. Sozinhos vocês não terão condições de vencer esta peste.

Então vamos pedir o Espírito Santo que é Deus, o Dom da Piedade. A piedade nos faz meditar sobre a misericórdia! Quando falamos "piedade", devemos ir além da palavra, para chegamos ao Espírito Santo. Este é um dom belíssimo do Espírito Santo.

O que entendemos através desta palavra, "piedade", é a misericórdia! Hoje eu convido vocês, neste domingo de Pentecostes, a colocar o Brasil nas Entranhas do Coração de Jesus Misericordioso. Cada um vai colocar diante de Jesus a sua nação. O mundo precisa de uma resposta, filhos! O homem sozinho não terá condições de dar essa resposta.

Jesus é muito misericordioso! Ele ama demais vocês! É necessário que peçam essa piedade, recorram diretamente ao Coração de Jesus Misericordioso.

E, ao falar sobre este tempo de luta, de batalhas, de pestes, chegamos diretamente a outro dom do Espírito Santo – a fortaleza.

Neste momento, vamos pedir por todos aqueles que estão carregando a cruz da enfermidade no corpo, principalmente essa peste. Essa doença é consequência dos pecados da humanidade. É um peso muito grande! Nós precisamos dessa fortaleza de Deus. E por quê? Porque o próprio Deus morreu para nos salvar. Ele nos fez fortes! Nos fez vitoriosos!

Por isso, você não pode ser fraco numa batalha. Em toda batalha, você tem que ser forte para enfrentá-la. Isso vale principalmente para aqueles que hoje, no Brasil e no mundo, estão à frente desta luta. Tem que ter muita força! Não é medo, é força! É fé.

Deus é maior do que essa peste! Deus é maior do que esse sofrimento! Nunca pense que isso é maior do que Deus! Ele é muito maior! A fortaleza do Espírito Santo é muito maior!

É preciso pedir o Dom da Fortaleza para o mundo, para o Brasil que vive este momento de dor, de batalha. Vamos ao Espírito Santo! Vamos nos encharcar do Espírito Santo.

Chegamos agora ao Dom do Conselho. Num momento de peste, há muito barulho! Há muitas palavras e poucas respostas. Porque ninguém sabe o que fazer, como fazer, como vencer... Ou para onde ir! Então nós precisamos do Dom do Conselho.

O Espírito Santo traz esse conselho para a família. O que é melhor para ela hoje? Oração, silêncio e obediência! Oração, silêncio e obediência. Isso é o melhor! É o que nós necessitamos. A família é o grande sacrário do mundo. É o grande santuário do mundo.

Neste momento, Jesus está presente em todas as famílias da Terra. Vocês são a Igreja viva! E nós precisamos pedir o Dom do Conselho. Aconselhar-nos! Quanto maior o barulho, maior será a dor, maior será a peste! Mas, quando vocês silenciarem, os joelhos dobrarem e vocês se aconselharem com o Céu, devem perguntar: "O que o Céu nos pede neste momento?". É uma conversão que Deus quer! Ele deseja uma transformação.

Por isso precisamos nos colocar em silêncio na presença de Deus. Isso vale para toda a humanidade! Não só o Brasil, mas o mundo inteiro. Ao buscar o Espírito Santo de Deus, chegamos ao dom grandiosíssimo de ser tementes a Deus. O homem não teme a Deus! Ele tem medo de tudo, e não tem temor de Deus.

Se olharmos a Palavra de Deus, – os ensinamentos, a maior catequese do mundo que Jesus Cristo nos deixou – veremos que o homem colherá muito sofrimento no tempo da justiça, filhos.

 Quando eu falo que essa pequena tempestade presente no mundo – e que já fez tantos estragos – pode ser o início de outras ainda maiores, eu me refiro à falta de temor de Deus!

Como o homem peca, pisa no Sagrado e não teme a Deus! Ele vive uma libertinagem doentia! Não vive como o Senhor quer que o homem viva: em santidade! Ser um homem santo.

Vocês precisam refletir, mas refletir mesmo sobre este dom do Espírito Santo! Em pensamento, palavra, ação e obra ser temente a Deus!

Você tem temor de Deus? Porque a humanidade está vivendo a justiça agora, e vai colher aquilo que planta.

O que você planta? O filho que é obediente ao Pai colhe bons frutos, tem uma vida saudável, tem a prosperidade. Mas um filho que é desobediente ao Pai sofre... Então, se você não for temente a Deus, se não tiver o temor de Deus, você não terá momentos de alegria, mas sim muitos momentos de tristeza.

Por isso é preciso pedir ao Espírito Santo que a humanidade seja realmente temente a Deus.

Peçamos, também, ao Divino Espírito o dom da inteligência. A humanidade vive como se estivesse no escuro. Todos estão cientes da realidade do mundo, e para onde ele está indo? Esse mundo em que tudo é permitido: matar, violentar, derramar o sangue dos inocentes... Esse mundo em que ninguém vive mais os mandamentos de Deus.

O homem acha-se sábio na tecnologia, mas está morto diante da inteligência do Espírito Santo de Deus. Então o homem precisa abrir seus olhos. É como essa brisa mansa que está aqui, neste local abençoado! É como Jesus que chega até nós... É a inteligência, a fim de que o homem realmente possa vencer não só este tempo difícil, mas todos os momentos difíceis.

Temos que ter sabedoria. Sabedoria, filhos! É disso que mais a humanidade necessita numa hora como esta. Mas também é o que ela menos está tendo agora. A Sabedoria que nos leva à união, que dá ao mundo aquela grande vitória da união de todos os povos! Um só coração, uma só alma! Espiritualmente, essa aliança familiar é a grande riqueza dos nossos tempos. Sim, a família é a grande riqueza dos dias de hoje. Por isso, mais sabedoria! Sabedoria para vencer.

O que vocês vivem hoje na Terra não é bom nem para os jovens, nem para as crianças, nem para os pais, nem para as mães, nem para os missionários... É um momento triste! Mas, se vocês tiverem sabedoria, se unirão mais e procurarão ter um pensamento construtivo. Ou seja, um pensamento em Deus! Quando você pensa em Deus, até o que parece impossível se torna possível. Quando você acredita piamente.

Esta é a hora da humanidade ter a sabedoria. Vivenciar essa sabedoria! O que podemos fazer? Como fazer? Acreditar! Colocar nossos dons a serviço da obra de Deus. Mas sem ter aquele orgulho, aquela ignorância, o ego, e sim ter aquela mansidão, humildade, simplicidade na alma, ternura na alma. Porque o momento é difícil na Terra.

Todos vocês querem que tudo isso passe e que voltem a dar as mãos, a se unir, a orar, a abraçar uns aos outros de uma forma tão linda! Mas Deus quer algo que não seja mera aparência. Deus quer vida nova! Por isso, esse tempo nos convida a nos curarmos primeiro para depois fazermos conforme o que Deus pede. Somos, aos olhos do Pai, filhos abençoados! Filhos sagrados! E hoje nós nos esquecemos de ser esses filhos abençoados, filhos sagrados. É preciso ter a sabedoria de espalhar o perfume. Não a sabedoria para espalhar o veneno.

Muitos, com esta situação presente, se deixam envenenar. É como se o momento fosse propício para julgar, destruir e condenar. Quando, na verdade, o tempo agora é de conversão, de voltar à casa do Pai como aquele filho arrependido que se encontra aos pés da Santa Cruz, pedindo a Jesus misericórdia, ao Pai o amor, ao Espírito Santo os dons. Este é o momento!

Vocês precisam ter sabedoria! Se não tiverem essa sabedoria que vem do Alto, não terão dias prósperos. Não haverá um próspero ano. Precisam vivenciar essa sabedoria, dobrar os joelhos e fazer como Jesus quer que se faça: orar! Orar para que o mundo seja um coração unido. Uma alma forte. Que todos sejam uns pelos outros, assim como Jesus nos ensinou e ensina em sua linda misericórdia de amor.

O mundo vai alcançar a ciência, a ciência do Espírito Santo! Essa que traz para o homem aquela graça da Luz! É como se você estivesse na escuridão e não tivesse uma luz, e ela começa a surgir. É a ciência que o Espírito de Deus conduzirá ao homem neste momento. Ela já está presente no mundo e vai chegar aos corações dos homens! Eles encontrarão a resposta e vão vencer essa batalha pela ciência do Espírito de Deus.

Se refletirmos sobre todos os dons, veremos que Deus quer a santidade, a conversão e vida nova.

O que eu peço a vocês hoje, filhos, cheia do Espírito Santo, é que vocês também, cheios do mesmo Espírito, deixem de ser homens velhos e endurecidos ao passar essa tempestade. Deixem de ser esse homem angustiado, revoltado, que deseja o mal, a vingança.

Ao contrário! Que vocês sejam homens leves, suaves, que construam o amor, semeiem o amor, colham o amor e se fortaleçam diante desse amor – que é o Pai, o Filho e o Divino Espírito Santo. O Pai com a sua bondade infinita. O Filho com a sua misericórdia infinita. E o Espírito Santo com os seus setes dons, infinitamente belos e grandiosos.

A cura que o mundo precisa, vai além desta peste que hoje leva o mundo a fugir, a se recolher dentro de seus lares. É uma peste muito maior do que esta: o pecado!  Só o Espírito Santo pode nos conduzir a luz para vencer esta grande batalha. Agora, depende de vocês! A graça está aí. Valorizem! Acreditem! Tenham fé! A graça está aí, filhos!

Há tantos anos o Senhor me conduz até aqui, de corpo e alma, para trazer essa graça ao mundo. Para conduzir uma fraternidade que precisa ser testemunho vivo dessa graça. A graça está aí! Depende de vocês.

É como o batismo. Hoje todos devem fazer uma reflexão sobre o Espírito Santo, sobre o batismo. Vocês o receberam! Como vocês têm usado essa plenitude do santo batismo? Já receberam esta graça.

Deus está iluminando o mundo com a misericórdia, a piedade, a fortaleza. Ele está dando a vocês todas as graças. Estão nas vossas mãos, filhos! Eu espero, como Mãe de Deus e Mãe vossa, que vocês saibam vencer esse momento. Que, ao seguir esse caminho, mesmo que seja estreito, cheios de espinho, de batalha, vocês não temam e não se deixem levar pelo medo. Sejam fortes, tementes, obedientes. Pois o verdadeiro obediente é aquele que vive a vontade de Deus. Agora, essa é a vontade de Deus: a cura das famílias, a cura do mundo, do Brasil. Quanto mais o país necessitar de cura, maior será a grande batalha.

Você tem que ver que Deus quer a cura. Disse Jesus: “Mil vezes uma chaga sobre a carne”. Talvez a luta daquele que está recebendo essas chagas sobre a carne seja para evitar um mal muito maior sobre a alma.

O Brasil está entregue ao Espírito Santo de Deus. O mundo está entregue ao Espírito de Deus. Que seja feita a vontade do Pai aqui na Terra sempre, filhos! É este o grande pedido da Mãe de Piedade à Santíssima Trindade.

Com alegria, eu vou abençoar todos os filhos.

Neste momento, Nossa Senhora abençoa a todos enquanto cantam: “Dai-nos a bênção...”

Queridos filhos!

Abençoar vocês neste Domingo de Pentecostes é pedir ao Espírito Santo para estar presente no coração de todos os filhos. Daqueles que estão em seus lares e estão recebendo essa graça: os Sete Dons do Espírito Santo! Nada é maior do que a luz do Espírito Santo. Ele é Deus! Nada pode ser mais grandioso e forte do que Ele, filhos! Por isso, o sofrimento vai passar. E isso depende muito de vocês.

Abracem o Espírito Santo. E, a partir deste domingo, seja um homem curado. Um homem santo, liberto, exorcizado... Que tenha sede do Triunfo do meu Imaculado Coração na Terra. É disso que o mundo precisa: o Triunfo do meu Imaculado Coração.

Que todos permaneçam em paz!

Aos aniversariantes de hoje, peço que Deus ilumine a cada um. Que o Pai ilumine todas as famílias, todos os jovens, todas as crianças, o Brasil!

Vamos pedir ao Espírito Santo para iluminar esta terra de Santa Cruz, que ela se coloque aos pés da Santa Cruz. E assim o Brasil será liberto, filhos! Porque a cruz é sagrada, é a vitória. Cristo é a nossa vitória!

Parabenizo também os filhos que estão agradecidos a Deus pelo Santo Batismo, que Deus os abençoe imensamente!

Que todos permaneçam em paz! As flores foram abençoadas para cura e libertação dos doentes do corpo e da alma.

Eis aqui a Serva de Deus, a Mãe de Piedade, a Imaculada Conceição e eis que o Senhor me chama.

Mais nesta categoria: « Mensagem de 17 de Maio de 2020
Our website is protected by DMC Firewall!