Quarta, 29 Julho 2020 13:35

Mensagem de 26 de Julho de 2020

Avalie este item
(1 Votar)

            Queridos filhos!

            Primeiramente, eu quero pedir ao Divino Espírito Santo para iluminar todas as famílias do mundo inteiro.

            Vocês estão dedicando este mês à Sagrada Família de Nazaré. É uma devoção belíssima!

            Hoje, é um domingo tão especial, um dia de alegria para o meu Coração, que vivencia com amor e suavidade a presença de São Joaquim e Santa Ana. Eles são tão especiais para a Mãe de Deus, para a Mãe de Jesus, Esposa do Espírito Santo, Mãe da humanidade, das famílias; Mãe de Piedade. Que as famílias sejam iluminadas pelo Divino Espírito Santo, como foram São Joaquim e Santa Ana.

            Como Deus quer que o mundo seja luz, neste momento em que a humanidade caminha diante de tanto sofrimento, sendo o pior deles, o pecado…

            É por isso, que a humanidade precisa de cura, de libertação e se aproximar verdadeiramente da presença do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Precisa fazer um ato de reparação e refletir sobre o que a humanidade está vivendo – não só o Brasil, mas o mundo. E refletir no sentido de buscar a sua conversão. Porque este ano é o ano que Jesus dedicou à oração pela conversão das famílias.

            O mundo, a terra e o tempo têm nos mostrado sinais fortíssimos de que a família precisa se converter. Este é um ano muito difícil, porque a humanidade teve que buscar uma vida nova. Teve que se encontrar em casa, com os seus filhos. É um ano de provas! Porque tudo aquilo a que você estava habituado, teve que mudar completamente – a sua forma de viver, a sua forma de sentir.  Até mesmo aqui na comunidade.

            Aproveitem esse tempo! Aproveitem esse tempo de conversão! Aproveitem esse tempo em que Deus está lhes dando a graça respirar profundamente a sua conversão. Porque, no fundo, é essa a graça, filhos.

            O mundo estava indo na direção contrária ao que Jesus nos pediu. A humanidade não estava correspondendo de uma forma sábia à Palavra de Deus. Por isso, o mundo recebe essa prova, no ano de oração pela conversão das famílias do mundo inteiro.

            Então, cabe a você, hoje, nesta festa da família, refletir como você está vivenciando este ano de oração pela conversão e santidade da sua família.

            Eu vejo, filhos, que nem todas as famílias estão respirando a graça de Deus, nesse tempo de graça. Mas, há muitas famílias que estão respirando essa graça de Deus e passando por todas as provas. Porém ninguém gostaria de viver o que vocês estão vivendo.

            A humanidade gosta de liberdade. Não que vocês estejam presos, mas, vocês tiveram que se recolher para se protegerem. Porque veio um sofrimento atingindo a matéria, atingindo toda a humanidade.

            É um tempo em que a família precisa refletir sobre os seus atos e ações.

            Neste mês vocês tiveram tantas graças; tantas bênçãos. E, hoje, vocês estão tendo este domingo que é uma bênção de Deus. Porque é um domingo de festa a Sagrada Família e em especial por ser um dia de louvores a São Joaquim e a Santa Ana.

            Então, somos uma Igreja Viva, cheia do Espírito Santo, mesmo que vocês estejam, ainda, tão distantes de ser essa luz que o Espírito Santo quer que sejam. Ele quer habitar dentro do seu coração para iluminar a sua casa, os seus filhos e o seu matrimônio. Ele quer lhe dar a felicidade de sentir que a sua casa – que a sua família – é um jardim de Deus e que Deus zela por este jardim.

            Eu gostaria muito que cada um se colocasse diante de São Joaquim e Santa Ana, e fizessem essa súplica: “Que a minha família seja exemplo de entrega, de santidade e de paciência”. Porque para viver o plano de Deus é preciso paciência. O plano de Deus, filhos, coloca-nos diante da suavidade da paciência. O tempo de Deus é diferente do tempo da humanidade. A humanidade sempre quer algo, mas a vontade de Deus é que será feita.

            Você diz: “Pai seja feita a Vossa vontade”. Mas, muitas vezes, você não aceita a vontade de Deus na sua vida. Na primeira prova, abandona o Pai, abandona a Misericórdia. Este ano nos aproxima do Pai, da Misericórdia e do Espírito Santo.

            Este ano, se for olhar somente com os olhos da carne, você vai sentir um peso enorme. Mas se olhar com os olhos da alma, você vai ver que Deus está falando algo para o mundo. Porque o mundo precisa escutar a voz de Deus, se o mundo não escutar a voz de Deus, vai sofrer ainda mais. Virão piores dores e tristezas, do que essa que o mundo, no momento presente, vive.

            Eu desejo, de todo o meu coração, que a família se volte para Deus e se converta. Que cada um reflita sobre o que Jesus está nos pedindo, orientando e ensinando, porque Ele nos ama.

            Eu desejo que a família reacenda a chama viva da esperança, da fraternidade, da obediência e do respeito.

            Eu desejo que a família se cuide e cuide daqueles que amam.

            Eu desejo que a família seja mais simples e serena, mais doce e suave.

            Eu desejo que a Família Fraterna, a qual Deus lhe escolheu, siga Jesus – siga os passos de Jesus. Que não se deixe desviar pelas tenebrosas armadilhas do demônio, que são: as perseguições, a inveja, o ciúme e a mentira.

            Eu desejo que a Santa Igreja, a Família Mãe, possa seguir a Luz do Divino Espírito Santo e semear no mundo a boa nova, a união, a fraternidade, a igualdade e, também, o respeito ao Sagrado – as coisas do Céu, as bênçãos do Céu. Porque nós somos agraciados pelas bênçãos de Deus.

            Que cada um reflita: algo supremo Deus tem para nos dar. Porque depois que esta tempestade passar, eu desejo que as famílias estejam prontas, preparadas e fortalecidas. Que elas tenham sede de Cristo; sede de ser o que Cristo realmente deseja. Que vocês possam dizer: “A minha alma tem sede de Deus. A minha família tem sede de Deus!”

            Eu desejo, filhos, que ao passar desta peste o homem esteja fortalecido espiritualmente. Mais forte espiritualmente! Porque a humanidade, a família, muitas vezes, está tão vazia, tão perdida, que muitos nem mesmo diante da dor, se despertarão ao amor de Deus.

            Você, que hoje está vivenciando este momento com a Mãe de Piedade, aonde quer que você esteja, pense na sua família. Pense na grandiosidade da família. Pense naqueles que já cumpriram a sua missão sobre a Terra, e que foram instrumentos de zelo, como: pai, mãe e avós. Aqueles que tiveram um alicerce de devoção e fé. Que viveram um tempo de muita simplicidade, mas um tempo de muito amor. Um tempo diferente desse tempo, a qual, hoje, as pessoas têm tudo e, ao mesmo tempo, nada!

            Jesus disse: “É o ano de conversão da família. É o ano de oração e conversão da família”. Vem a dor e a família precisa se colocar em retiro, se afastar do mundo, do barulho e das armadilhas do mundo. E a família teve que se colocar em oração. Porque é o ano de oração pela conversão de sua família!

            Você deve dizer forte: “Eu quero a conversão da minha família!”. Quando você olhar para a Sagrada Família, veja que a sua família é importante para Deus. É importante para a Sagrada Família. É importante para São Joaquim e Santa Ana.

            A sua família é um tesouro que Deus lhe deu. Que não existem ouro e nem prata que pode comprar esse grandioso tesouro que é a sua família. Por isso, ame-a mais! Perdoe-a mais! Silencie e a respeite mais.

            Filhos, esse tempo é apenas o começo. Deus quer um mundo melhor! E não pense a humanidade que este mundo melhor virá apenas com as flores; antes, terão, também, os espinhos, as dores, as cruzes e as batalhas. Vocês estão apenas no início da primeira batalha.

            Por isso, a sua família tem que levantar forte e respirar profundamente: Deus. Tem que se edificar na oração, na devoção, na santidade e seguir em frente, sem medo, mas cheia de fé. Como um bom filho, que quando abraça Jesus, abraça por inteiro e diz: “Senhor faça da minha vida, aquilo que Vós desejais.” Se você entregar a sua família, a sua família será renovada pelo Espírito Santo. Nenhuma armadilha destruirá a sua família. Porque o Espírito Santo é uma luz que irradia toda força, coragem e fé.

            Famílias, famílias missionárias! O Santuário maior do mundo é a família! Acordem! Levantem os vossos olhos para o alto! Glorifiquem a Deus por este tempo! Porque é um tempo de salvação para a sua família. A sua família estava perdida, machucada, ferida e Deus está lhe dando este tempo para que a sua família seja curada, edificada e santificada.

            Este domingo de festa da família, não viva triste. Viva alegre! Porque aquele que confia no Senhor, alcançará a justiça do Céu. E o mundo precisa da justiça Divina, filhos. É o tempo da justiça Divina! É o tempo da justiça de Deus! Daí glória ao Senhor pela justiça do Céu! Pela justiça Divina! Porque é a justiça transparente, limpa, forte e verdadeira.

            Entregue a sua vida, a sua família e a sua casa. Entregue aqueles que estão enfermos, aqueles que precisam da cura da alma e do coração. Entregue a Deus a Comunidade Fraterna – cada coração, para que seja aquilo que Deus quer: união e fraternidade, união e unidade, união e oração. É isso que Deus quer de vocês.

            Peça! O Senhor escutará o vosso apelo, o vosso clamor. Agradeça a Deus por este ano, mesmo sendo um ano difícil, agradeça! Agradeça por você ter a oportunidade de lutar pela santidade de sua família, da sua comunidade, de toda Santa Igreja. Agradeça a Deus!

            O mundo precisa de Deus! Tudo mais vos será dado. O homem colocava tudo acima de Deus: seus caprichos, suas fantasias e seus sonhos. Por isso, esse ano nos faz colocar Deus acima de tudo isso. Porque a sua vida está nas mãos de Deus. Você não sabe o que pode lhe acontecer. Sua vida está nas mãos de Deus. Se você confiar a graça acontece.

            Como Deus realizou o plano no coração de São José e no meu coração, ele vai realizar, também, o plano d’Ele no coração desta comunidade; no coração das famílias do mundo inteiro; no coração de todos os religiosos e religiosas; dos sacerdotes; de todo o clero; do Santo Padre e dos bispos.

            Somos a família de Deus! Somos um jardim de Deus! Por isso, vamos nos cuidar!

            O alerta desta peste, no fundo, filhos, é um alerta edificador – de que o mundo precisa se cuidar mais. O homem só cuida quando passa pela prova. O homem só cuida quando passa pela provação.

            O homem tem que se cuidar, não só na prova – na provação – mas, em cada momento em que respira, ele tem que se cuidar, porque é um filho de Deus amado.

            Cuide de você! Ame mais a vida que Deus lhe deu! E lembre-se: nada termina, tudo se transforma. Tem algo muito maior do que a Terra para você: o céu!

            Então, que a sua família seja fonte de graça. Que ao passar essa tempestade, a sua família seja fortalecida e santificada. É isso o que Deus quer de todas as famílias da Terra.

            Com todo o meu amor de Mãe, junto a São José e ao Menino Jesus, eu quero lhes abençoar.

Neste momento, Nossa Senhora abençoa todos, enquanto cantam: “Dai-nos a bênção...”

            Queridos filhos!

            Abençoar vocês é me sentir, também, abençoada pela graça de Deus, pela graça da riqueza de São Joaquim e Santa Ana; a riqueza da família. Deus nos concede uma família. Somos agraciados por termos uma família.

            Você é agraciado por viver a fraternidade, o amor fraternal, mesmo diante das batalhas presentes.

            É sempre, importante lembrar: O demônio não quer a família, não quer a fraternidade, não quer a unidade. Por isso, que existem muitas perseguições. Não se deixe levar pela ira do demônio. Não faça aquilo que o demônio quer! Vocês são instrumentos nas mãos de Deus e precisam semear o bem e a paz.

            Existem momentos em que a família precisa escutar – ouvir alguém. Existem momentos em que a família precisa silenciar e ouvir o Céu.

            É preciso se curar! Às vezes, a grande perseguição vem de você mesmo, com sua falta de humildade, de sabedoria, de aceitar que Deus age e que precisamos ser instrumentos nas mãos de dEle. Aceitar! Como neste momento em que a humanidade vive, tem muita dor no mundo, a peste e muito sofrimento. Mas Deus é muito maior que tudo isso. A família pode vencer tudo isso!

            Inclusive, se as famílias começarem a orar e pedir a Deus, Deus escutará o clamor das famílias.

            É momento de vocês orarem e pedirem a Deus a conversão de sua família. A cura vem primeiramente pela conversão. Tudo lhes será dado a partir do momento em que vocês se converterem a Deus.

            O sofrimento vem porque a humanidade precisa se converter a Deus. O sofrimento, se você refleti-lo com os olhos da carne, não entenderá. Mas, com a sabedoria da alma, você entenderá. O crescimento sempre fortalece o mundo; sempre fortalece a família.

            Muitas famílias perguntam: “Por que a minha cruz é pesada?”. Porque a sua força é grande! Porque Deus está com você!

            Se hoje você passa por uma prova dentro da sua casa, não questione o tamanho da prova. Agradeça a Deus pela força que você tem – a força é muito maior do que a prova.

            Então, que as famílias sejam exemplos de luz para o mundo.

            Jesus nos fala fortíssimo: “Esse é o ano de oração pela conversão das famílias”. É um tempo que o Céu está dando para que você ore e seja uma família abençoada por Deus. Ame a sua família!

            Estamos voltando ao tempo de ficar mais em família. O exemplo que você é dentro de sua casa, você é no mundo. Você precisa começar a dar exemplo de amor, para aquelas pessoas que estão mais próximas de você: seus filhos.

            Valorize o seu matrimônio. Agradeça a Deus por essa graça.

            Quando você pensar que o seu matrimônio é pesado, olhe para o seu filho à sua frente e louve o Senhor por essa graça. E, mesmo que você não tenha um filho, louve a Deus por esta graça. Porque o matrimônio é uma graça de Deus, filhos.

            Louve a Deus pela sua missão: como sacerdote, como religioso ou religiosa. Agradeça a Deus! Ele quer uma grande família. Deus quer o Santuário das famílias santo! Ele quer obra viva; ação!

            A humanidade está sendo preparada para alcançar uma linda graça de Deus. Dobrem os joelhos e se preparem, filhos, para que vocês sejam dignos desta graça de Deus.

            Deixo com vocês o meu Coração!

            Peço a São Joaquim e Santa Ana para abençoar todos os pais do mundo inteiro, os avós, a Santa Igreja, o povo de Deus, essa Comunidade Fraterna e todas as famílias que estão, neste momento, unidas em oração conosco pela santidade e conversão de todas as famílias da Terra.

            Aos aniversariantes de hoje, desejo muita luz; e que o Pai, o Filho e o Espírito Santo os cubram de bênçãos e de graças.

            A quem me ofertou estas flores belíssimas, eu peço a Jesus para abençoá-las para cura e libertação dos doentes do corpo e da alma.

            Eis aqui a Mãe de Deus! Que a Sagrada Família proteja e abençoe todos vocês filhos!

            O Céu me chama e eis aqui a sua Serva.

Última modificação em Quarta, 29 Julho 2020 13:37
Mais nesta categoria: « Mensagem de 12 de Julho de 2020
DMC Firewall is developed by Dean Marshall Consultancy Ltd